Carrilhão Chinês

 

 

Carilhão chinês

Um instrumento muito antigo na China, o carrilhão de sinos de bronze. Na verdade é um conjunto de sinos de bronze de diferentes dimensões.

O carrilhão de sinos de bronze, que é um tipo de sino, constitui um instrumento de percussão de grande importância na antiguidade chinesa. Antes de conhecermos o carrilhão, vamos falar um pouco do sino.

 

Antigamente, quase todas as cidades da China tinham uma torre com um sino, e todos os dias alguém tocava os sinos para indicar o tempo. Até hoje, às vésperas do Ano Novo Chinês em Beijing, toca-se o "grande sino de Yongle", o sino-rei da antiguidade, para pedir felicidade e prosperidade no ano que entra. Com 600 anos de história, o "grande sino de Yongle" pesa 46 toneladas e mede 3,3 metros de altura. O som emitido é tão poderoso, que pode ser ouvido a 20 quilômetros de distância. Nos lados exterior e interior do instrumento são esculpidas mais de cem escrituras do Budismo em mandarim e em sânscrito, combinando a beleza das duas caligrafias.

 

O carrilhão chinês é formado por um conjunto de sinos pendurados em uma armação de madeira e tocado com martelinhos de madeira. O carrilhão pode ser tocado em apresentações solo ou como acompanhamento em espetáculos de canto e dança. As formas dos sinos variam de acordo com as diferentes dinastias, e há 3500 anos atrás a China já teve carrilhões de sinos de bronze. Porém, naquele período, um carrilhão só tinha três sinos e o número foi aumentando com o decorrer do tempo. Agora, vamos ouvir Majestade do Reino Jingchu.

 

Antigamente, o carrilhão era um instrumento próprio das classes mais altas e representava o poder. Era usado em apresentações na corte, sempre antes do início de uma guerra ou durante audiências importantes e oferendas de sacrifício.

 

Era tocado na corte antes de guerras ou durante solenidades importantes, raramente por pessoas comuns. Bom, vamos ouvir Fisionomia do Reino Chu.

 

Durante escavações arqueológicas das últimas décadas, vários carrilhões de sinos de bronze foram encontrados nas tumbas de reis e nobres antigos. Entre as relíquias, o mais famoso é o carrilhão descoberto no túmulo do Marquês Yi, do Reino Zeng, na província de Hubei, região central da China. Nestes sinos de formas delicadas, foram esculpidos textos sobre os princípios e normas da música.

 

Graças a seu som claro e melodioso, o carrilhão ficou conhecido como "sino de cantar". Na década de 80, músicos do Instituto de Arte de Hubei, do Museu de Hubei e do Grupo de Arte de Broadcast da China organizaram em conjunto o espetáculo Carrilhão de sinos de bronze do Marquês Yi do Reino Zeng, dando nova vida ao instrumento no palco

.http://portuguese.cri.cn/693/2010/02/04/1s118700.htm

 

Variações do Instrumento

____________________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

 

MUNDO PERCUSSIVO

                                    Trazendo inovação e facilidade para o músico que exige o melhor!

 

 

 

 

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!