Agogô

 

 

Agogô

O agogô ou gã é um instrumento musical formado por um único ou múltiplos sinos originado da música tradicional yorubá da África Ocidental. O agogô pode ser o instrumento mais antigo do samba.

 

Etimologia

A palavra "agogô" vem do iorubá agogô, que significa "sino".

Instrumento musical

O agogô é um instrumento musical idiofone, compõe-se de duas até 4 campânulas de ferro, ou dois cones ocos e sem base, de tamanhos diferentes, de folhas de flandres, ligados entre si pelas vértices.

Para se tirar som desse instrumento bate-se com uma baqueta de madeira nas duas bocas de ferro, também chamadas de campânulas, do instrumento.

 

Na religião

Pode ser composto de duas ou três campânulas presas por uma haste de ferro, pertence ao Orixá Ogum, usado no candomblé onde também é chamado de Gã e em outras religiões afro-brasileiras, por isso é o primeiro instrumento que deve ser tocado nas liturgias dos cânticos. Como é um objeto sagrado, antes do seu uso deve passar por rituais litúrgicos de consagração, isso implica banho de folha, ervas, sacrifícios vegetais, animais e minerais para adquirir o (axé) "força vital" no sentido de interferir no transe dos iniciados. No candomblé é tocado com o aquidavi.

 

Na capoeira

Faz parte da "bateria" da roda da capoeira, onde é mais conhecido por "gã" - nome este que vem de akokô, palavra nagô que significa "relógio" ou "tempo", assim como um som extraído de um instrumento metálico.

 

 

Diferentes tipos de Agogô

 

O Agogô de Ogã

Utilizado nos ritos africanos do candomblé e muito tocado nos afoxés baianos, como o do nosso membro coletivo Filho de Gandhy. É também feito em chapa de aço galvanizado e vergalhão, tendo seu formato triangulado, diferente do tradicional por ser cônico. Tocado também com um bastão de aço.

 

 

Agogô de Cobre

Feitos em aço, também encontrado em metais mais nobres, como: cobre ou bronze, prata, inox. E em materiais naturais com: coco e castanha do Pará, com cabos de madeira. É usado no samba e em suas vertentes, no afoxé baiano dos Filhos de Gandhy e na capoeira. O som tirado desse instrumento se dá através do impacto do bastão nas duas bocas de aços (campânulas) do instrumento.

 

 

Agogô de Castanha do Pará

O Agogô de castanha do Pará é feito de maneira artesanal com cabo de madeira parafusados em duas ou três castanhas do Pará. Tocado com um bastão de madeira (baqueta), sendo de utilização diversa, no mundo da percussão de efeito e também na capoeira.

 

 

Agogô de Coco Queimado

O Agogô de coco queimado, feito do mesmo modo de maneira artesanal com cabo de madeira parafusados em dois cocos secos que são queimados e envernizados. Tocado como os outros modelos, com um bastão de madeira.

 

 

Agogô de Cabaça

O Agogô de cabaça, feito do mesmo modo de maneira artesanal com cabo de madeira parafusados em duas ou mais cabaças que são envernizadas. Tocado como os outros modelos, com um bastão de madeira.

 

 

Agogô de Semente

O Agogô de semente, feito do mesmo modo de maneira artesanal com cabo de madeira parafusados em duas ou mais sementes que são envernizadas. Tocado como os outros modelos, com um bastão de madeira.

 

 

Agogô de Coco Lixado

O Agogô de coco lixado, feito do mesmo modo de maneira artesanal com cabo de madeira parafusados em dois cocos secos que são lixados e envernizados. Tocado como os outros modelos, com um bastão de madeira.

 

____________________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

 

MUNDO PERCUSSIVO

                                    Trazendo inovação e facilidade para o músico que exige o melhor!

 

 

 

 

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!