ANDRÉ JAUED: A Arte dos Sons através da Percussão - Kanto do Músiko

21/07/2011 04:01

ANDRÉ JAUED: A Arte dos Sons Através da Percussão 

Por Cris Souza
 
“No momento em que estou tocando, sinto a força que me envolve ao público e aos músicos.”
 
 
 
Percussionista, mineiro, formado em Artes Plásticas, André Jaued se divide entre seu ateliê de artes e a música. Como percussionista trabalhou em gravações de DVDs, Cds, trilha sonora de filmes e teatros, shows, canções religiosas e em alguns projetos culturais e sociais.

Pesquisador do universo da percussão há mais de 10 anos, estuda sua origem, material, expressão cultural e características principalmente de instrumentos considerados “exóticos” para nossa formação cultural.
 
“Iniciei meus estudos na música com o piano clássico, mas o universo percussivo me conquistou e nele permaneci.” Afirma Jaued.


BLOG: O que representa a música pra você?ANDRÉ: A vida que pulsa em nossas ligações com o fluido cósmico universal, manipulando-o para diversas aplicações construtivas.

"Desde pequeno sou muito agitado e nada melhor pra me acalmar que a percussão! Isso, desde criança!”
 
BLOG: E de onde vem esse seu talento para a percussão?ANDRÉ:Desde pequeno sou muito agitado e nada melhor pra me acalmar que a percussão! Isso, desde criança! Tenho uma influência, mesmo que grande parte dela seja inconsciente, do meu avô que era percussionista de samba boêmio. Tendo outras participações nesta história de formação, está meu tio que era guitarrista de uma famosa banda de Heavy metal brasileira, e que me levava para os ensaios me deixando no banco da bateria com umas baquetas na mão para que eu pudesse distrair...

“Minha mãe sempre tocou algum instrumento, principalmente o piano, o trabalho que realizei, durante anos, em um coral onde cantava e vários outros momentos e pessoas.”

BLOG: Suas maiores influências, quais foram?
ANDRÉ:
 Trilok Gurtu, Marco Fadda, Guilherme Kastrup, Serginho Silva, Leo Di Angilla, 
David Kuckhermann,Vladiswar Nadishana, Pete Lockett, Giovanni Hidalgo, Ana Brandão... Artistas que me influenciaram e influenciam até hoje e ainda uma lista de centenas de referências que levaria boa parte do dia, para citá-las.

BLOG: O que difere o percussionista André Jaued dos demais percussionistas que conhecemos por aí?
ANDRÉ:
 A forma, às vezes não convencional de tocar alguns instrumentos, em alguns momentos a criatividade, a direção de minha pesquisa e meu set de percussão. Não nos esqueçamos da individualidade de cada músico.


“Vejo a música como vida. Vida sem envolvimento responsável e círculo vicioso que destrói. Desperto emoções e sentimentos no espectador. Portanto, preciso estar envolvido de forma responsável com a música e com aquele que a escuta. ‘Tu és eternamente responsável por aquilo que cativas’ já dizia Antonie de Saint-Exupéry.”

“No momento que estou tocando, sinto a força que me envolve ao público e aos músicos. Aproveito, ao máximo, tudo aquilo que estou vivenciando ao tocar, através desta troca de energias, principalmente, em maior ocorrência nos shows, onde o contato é mais direto com as pessoas que estão ouvindo a música.”



BLOG: Quais são seus projetos para o futuro?
ANDRÉ:
 Realizar muitos trabalhos musicais proporcionando ajuda, na construção da felicidade, em nossas vidas e construir o ateliê em meio à natureza. Projeto que sempre idealizei. Estudar e educar são fatores que estarão presentes em todos os momentos de minha vida.

Aí pessoas que curtam o blog, posso falar que já fui assistir uma apresentação do André e fiquei emocionada de ver a forma como ele se entrega à música, ao momento, como se ele e aquele tanto de “objetos” fossem apenas um!


Confira um pouco mais do que pensa, sente e expressa, nosso músico mineiro entrevistado da vez:


Nome completo: André Jaued Carvalho de Souza.
Idade: 26 anos.
Profissão: Músico e Artista Plástico.
Cidade onde nasceu: Belo Horizonte
Uma frase: A música é a "Ligação harmônica entre todos os seres vivos". (Kirsten Sheridan)
Uma personalidade: Loreena McKennitt.
Uma música: Canon in D Maior. (Johann Christoph Pachelbel).
Um trabalho especial: Todo aquele que edifica o homem.
A palavra amor: O verdadeiro sentido está longe de nossa capacidade de entendimento.
A arte: Exteriorização da energia criadora, inerente a todos os seres.
Uma palavra que resuma toda sua trajetória: Aprimoramento.
Um desejo: Conquistar a cada dia o aprimoramento moral, contribuindo e doando para o planeta, os bons resultados desta conquista.

 

http://kantodomusiko.blogspot.com/2010/03/andre-jaued-arte-dos-sons-atraves-da.html

  


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!