Como Tratar a Pele Animal dos Instrumentos de Percussão - Por: IZZO Musical

Como Tratar a Pele Animal dos Instrumentos de Percussão - Por: IZZO Musical

 

Muitos músicos e instrumentistas solicitam que seus instrumentos de percussão sejam empachados com pele animal, afim de obter maior durabilidade, elasticidade e sonoridade para estes.

 

Mas não é somente empachar o instrumento e sair por aí tocando. Inclusive, alguém que compra um instrumento musical com pele animal, pode ficar frustrado com o som estridente, e achar que fez uma péssima compra, ou optou por um tipo de pele errada. Na grande realidade, o que falta é "tratar" essa pele, pois muitos fabricantes, empacham o instrumento e colocam à venda sem tratar as peles.

 

 

Anotem as dicas:

 

Primeiro, a pele animal sofre muitas variações de acordo com o clima e a temperatura. Por exemplo, dias frios, ela fica frouxa necessitando uma leve afinação, e em dias de calor, ela estica sozinha. Por isso que não é bom deixar muito esticada no frio, pois quando esquentar o tempo, algumas fibras podem se romper e com o tempo ela vir á rasgar.

 

O primeiro passo, é tirar a pele do instrumento, sem tirar o aro em que ela foi empachada, para proceder com o tratamento adequado. Em seguida, pegue um pedaço de algodão, embebede com um pouco de azeite de dendê tanto em cima quanto embaixo da pele. Mas cuidado: Não encharque. Passe pouco, apenas uma camadinha fina, e esfregue bem com o algodão. O azeite de dendê possui propriedades que encorpam a pele, deixando-a mais resistente e com um som mais grave, reforçando as fibras sem agredir o instrumento. Não use azeite de oliva, pois ele quando seca, racha a pele por causa da grande quantidade de iodo (sal), ao contrário do azeite de dendê, que é feito de soja.

 

Em seguida, deixe descansar no sereno fino da noite. Coloque se possível embaixo de alguma telha, ou uma leve cobertura, para que apenas receba a fina brisa, para que a pele possa encorpar (cozinhar á frio). Mas atenção: Não deixe a água cair direto sobre a pele, pois encharca e ela pode se soltar do aro, estragando todo o processo.

 

No dia seguinte, coloque de forma indireta sobre o sol (na sombra do sol) para secar. Embaixo de alguma proteção, para que apenas o calor não intenso, seque naturalmente a pele.Deixe secar por 4 horas e pronto! Coloque no instrumento novamente, afinando sempre em x. Aperte um parafuso com 2 voltas, vá na outra extremidade e dê 2 voltas também, procedendo assim em todos os parafusos. Quando começar á dar o aperto, de meia em meia volta, vá apertando os parafusos, e batendo levemente a mão logo acima deles na pele, observando se em todos os parafusos o som é o mesmo.

 

Se algum estiver com um som mais grave, vá apertando até dar o tom desejado. Assim, seu instrumento está afinado, e com a pele tratada, a qual se for bem cuidada, durará em média 2 anos com um excelente som.

 

Instrumentos de percussão que podem ser empachados com pele animal: rebolo, tantam, pandeiro, surdo, tumbadora e bongô.

 

 

Fonte: http://www.izzomusical.com.br/dica/como-tratar-a-pele-animal-dos-instrumentos-de-percussao

 

 

 

 

 

 


 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!